Galeria

DOUTRINANDO – Jo. 10:10 – A Vida Que Vence – 25 de maio de 2.013

TEMA: A Vida Que Vence – 25MAI13.

 TEXTO: Jo. 10:10 – ” O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. ”
O tipo de vida de um cristão vencedor é a vida abundante. Tem de sobra para você, sua família, para quem está a seu lado. A vida que Jesus planejou para você como cristão é uma vida de vitória! E, se analisarmos bem, é até absurdo pensarmos em ter que edificar uma igreja de vencedores, pois se formos derrotados , estaremos fora do padrão de Deus para a Igreja! Ela é para ser de vencedores, mas infelizmente isso não acontece, há decadência no nosso meio, e , vemos muitos cristãos derrotados, apesar de serem vencedores.

Em Rm. 8 :37 – ” em Cristo Jesus somos mais do que vencedores ” Crês isto? Isto tem que ser verdade na prática da nossa vida. Cristo Jesus é a nossa vida , e não existe outra alternativa para nós que não seja a vida vitoriosa. Os que confiam no Senhor são como os montes de Sião que não se abalam. Você tem sido como o monte Sião , que não se abala? Venha o que vier você vence, prevalece, continua apesar de tudo?

Nós nos justificamos demais, achando que o padrão bíblico é muito difícil de ser seguido, que não dá para ser assim …” perfeito só Jesus, eu erro mesmo, todo mundo erra, a carne é fraca … ” Justificamos o nosso pecado e vamos caminhando nessa mediocridade cristã, sem real santidade. Pare com essa atitude! Se nós nos justificamos , não recebemos a justiça que vem de Deus.
Outro engano comum, é que as pessoas ao passarem por problemas, ficam atribuindo-os ao diabo, ou a algum propósito misterioso de Deus, e não reconhecem que estão pecando. Não vêem que tem muito pecado, muita coisa suja diante de Deus. Raramente temos uma atitude de arrependimento, e esse é um fundamento da vida cristã !

Hoje em dia, qualquer um se diz cristão, até espíritas. Levamos, às vezes, uma vida errada, torta e não sentimos constrangimento em colocarmos sobre nós o nome de Cristo. Deveríamos ter essa percepção e ser vencedores na prática.
Podemos destacar sete características de uma vida vitoriosa :

1ª) UMA VIDA QUE VENCE O PECADO …

Se você não tem vencido o pecado, não é um vencedor. Não há pecado que não possa ser vencido, não existe tal coisa! Não se pode tratar o pecado de maneira tola, achando que ele é natural na nossa vida. Por exemplo: Ter temperamento explosivo não é encarado como estar em pecado, mas como característica de alguém.

Tipos de pecado:

  •  do espírito , apesar de todo pecado ser espiritual, II Co. 7 :1 , soberba, arrogância, abstinência de orar que vem do desinteresse pela palavra de Deus, um espírito amortecido , etc.;
  • da carne, adultério, lascívia, masturbação, sexo.
  • da mente, pensamentos descontrolados, de dúvida, de incredulidade, desconfiança nos outros. Sempre avaliamos e julgamos os outros segundo nós mesmos.
  • do corpo, dormir demais, comer demais, nos justificamos em cima de tal natureza. Tudo o que é demais é pecado, tudo que é exagerado, além, é pecado aos olhos de Deus. É como se houvesse um vazio tão grande dentro da pessoa, que ela tem que preenchê-lo com aquilo. (ex. pessoas compulsivas por compras, insatisfeitas em tudo, que não sabem o que querem ).
  • de falhas de não ter um coração para Deus, são os que contrariam princípios da palavra e não ligam, não acham que seja grave. Por exemplo, a Bíblia nos fala: “alegrai-vos sempre no Senhor”, mas a pessoa está sempre melancólica e triste, dizendo ser assim mesmo; ou então sobre ansiedade: “não andeis ansiosos”. Em I Jo. diz “que não há mandamento que seja penoso, ou seja, a palavra do Senhor pode ser praticada, vale a pena tentar !

Se tratamos estes sintomas como não sendo pecados, ignorando o que a bíblia nos diz, continuaremos no erro. E não adianta procurar terapeutas e psicólogos, não tem cura porque pecado não é doença, é preciso libertação!

Não dar a Deus o que lhe é devido também é pecado, faltar a cultos, às reuniões de oração, sempre arrumando desculpas. É falta de compromisso com Deus, desinteresse no louvor, honra, no dízimo. Dar o dízimo não é dar o que sobra no fim do mês, é separar o que é devido a Deus.

2ª) TER INTIMIDADE COM DEUS …

Uma vida próxima, conhecida pelo Senhor, que se preocupa com o que o Senhor pensa da sua vida, com a avaliação que Ele está fazendo, porque você serve a um senhor. Há um desejo e uma fome nesse aspecto. Em Lc. 1 : 69, vemos que fomos libertos para que possamos adorar a Deus todos os dias, em santidade de vida, com intimidade e entrega, tendo um coração faminto e sedento da presença de Deus.

É pecado ignorar e não querer seguir o propósito de Deus para nossa vida cristã. Ter intimidade não significa saber discutir teologia, é poder compartilhar a palavra. Quando somos íntimos de alguém, escutamos seu coração bater, sabemos o que se passa com ele mesmo sem ter conversado, conheceremos seus encargos, seus anseios, e sua vontade será transferida para nós. Se não gastarmos tempo com o Senhor, não teremos vida cristã.

Jo. 4: 13-14 – “Quem beber desta água tornará a ter sede; aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede .. “

Ser vencedor é poder vencer o pecado. Mas como? Se cada vez que pecar você se arrepender e confessar, estará vencendo vários tipos de pecado. Por exemplo, se cada vez que você for impaciente com alguém você pedir-lhe perdão, reconhecer que errou e declarar que não aceita mais esse tipo de pecado na sua vida, você vence. Pode até voltar por duas ou três vezes, mas depois pára. Mas, e e não parar de acontecer? Se você é realmente nascido de novo, se achegará ao Senhor dizendo: “Senhor, por três ou quatro vezes me arrependi desse pecado, e ele continua acontecendo, muda a minha vida”, e comece a orar não aceitando mais aquilo em você, aumente a pressão na sua oração até que chegue ao ponto de dizer: “ou o Senhor me muda ou eu morro “.

Às vezes, temos que ser radicais em relação ao pecado, com ele não podemos viver. Só há livramento no Senhor, só Ele nos dá a vitória contra o pecado!

3ª) UMA VIDA SATISFEITA …

Quem beber da água de Jesus jamais terá sede. E por que ainda temos? Porque temos sede de ter coisas, nunca estando satisfeitos com o que possuímos.

Desejando alguma coisa que não se sabe o que é, mania de gastar mesmo sem precisar, isso tudo é insatisfação. Há um vazio lá dentro, você ainda não saciou sua sede pois tem bebido demais da água do mundo. Não se engane, nada preenche alguém, só Jesus. Tem que se beber da sua água para ser pleno, satisfeito, ser completo no Senhor!

Mas, se bebermos de Jesus e depois da água do mundo, tornaremos a ficar insatisfeitos pois anularão o efeito da primeira. Toda vez que deixamos que o mundo nos toque, ao absorvermos coisas dele, ficamos insatisfeitos de novo. Essa insatisfação é espiritual e não material, ele vem do coração, é seu espírito clamando por Deus.

Portanto, a vida vencedora é satisfeita!

4ª) FLUIRÃO RIOS DE ÁGUA VIVA…

Jo. 7 : 37-38 – “Quem crer em mim, do seu interior fluirão rios de água viva. “

Você crê? Do seu interior estão fluindo rios de água viva? Isso não é algo abstrato como muitos pensam, pelo contrário, você sabe quando a unção está fluindo de você, este é um padrão bíblico para sua vida. Se isso não está acontecendo, é porque você não crê genuinamente, ou não permanece no Senhor, não está ligado, vinculado a Ele, e por isso não há o fluir.

A vida vitoriosa é cheia de influência, onde você chega você contamina os outros, deixa-os sem saída até. Não pelo que você fala de profundo ou sensacional, mas é pela vida que sai de dentro de você; sabem que há algo de misterioso, percebem algo diferente, é o rio de água viva. Está escrito, se crê, flui. Ser cheio do Espírito não é opcional, não depende de trabalhar muito ou do ambiente em que se está, não é necessário ficar trancado no quarto orando 8 horas por dia, fazer retiro uma vez por mês, ou vigílias no monte. O Senhor nem falou que é preciso orar para ser cheio do Espírito (veja Ef. 5 : 18); é louvando, cantando, falando com salmos entre si, aí sim você estará cheio do Espírito.

5ª)  VENCE AS CIRCUNSTÂNCIAS …

Rm. 8 : 35-37 – “Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? … Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. “

Vencemos no meio das circunstâncias, sejam elas quais for. O céu inteiro e o inferno também, param para ver a sua reação diante de uma tribulação que vem. Ela é até necessária, pois é aí que podemos de fato ser mais que vencedores. Quando não vencemos, tratamos logo de arranjar uma justificativa para o nosso fracasso. Não se deixe abalar, a vida vitoriosa vence as circunstâncias !

6ª)  PRATICA O BEM …

Ef. 2 : 10 – “Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras ..”
A vida vitoriosa faz boas obras, tem coisas para mostrar. Às vezes, achamos que isso é coisa de espíritas, que nós não precisamos; mas Deus nos diz para fazermos o bem. Boa obra é orar, é se compadecer com o problema dos outros, é sair da sua área de segurança, do seu isolacionismo, deixando de se preocupar consigo mesmo, e pensar no que você pode fazer para ajudar os outros .

7ª)  CHEIA DE LUZ DO SENHOR …

Uma vida que não anda em trevas.

Jo. 8 : 12 – “… Eu sou a luz do mundo, quem me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida.”
Significa que o crente vencedor nunca perde o rumo. Quando você se sente perdido e sem saber o que fazer, parecendo que Deus está longe, você não consegue ouvi-Lo, vê-Lo, é porque não está na luz, está em trevas. Quem segue Jesus terá a luz, não há nada escondido na sua vida, nada dúbio, há a direção do Senhor. Nós temos um propósito na vida, que pode mudar de acordo com a fase que vivemos, mas nunca pode haver falta de rumo.

Há pessoas que a cada dia estão trabalhando em algo diferente, não perseveram em nada, e reclamam que apesar de dizimistas não conseguem prosperar. Mas, a prosperidade envolve vários fatores, e não só o dízimo. Aliás, prosperidade financeira não significa ser milionário, mas sim, não precisar da ajuda de ninguém para poder viver; este é até um aspecto vital do nosso testemunho, pois quem é abençoado, o é completamente e não só com bênçãos espirituais.

Ef. 1: 3 – ” Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos tem abençoado com toda sorte de bênção espiritual … “

Pv. 22 : 29 – ” Vês um homem perito na sua obra? Perante reis será posto; não entre a plebe.”

Por quê às vezes não somos colocados entre reis? Porque não somos bons no que fazemos. Alguns seguem a filosofia de que irmão só faz negócio com irmão. Não pode ser assim se a pessoa não for boa no que faz. Você tem que ser o melhor no seu ramo, o melhor que está a seu alcance, isso é ser próspero.

Ser um vencedor não é fazer coisas extraordinárias, é fazer extraordinariamente coisas pequenas!

Ef. 6 : 5 – ” … servindo de boa vontade, como ao Senhor e não como a homens “

Se você trabalha para o seu patrão de maneira ociosa, fraudulenta, roubando o tempo que ele paga para você , sendo lento quando poderia ser mais rápido; por revolta ou contaminação da visão do mundo, você está errado! Deus não vai abençoar o seu trabalho. Sirva o seu senhor da terra como se fosse o Senhor do céu e Ele abençoará você aqui. Esse é o padrão do Novo Testamento. Deus o honrará por ser fiel ao que diz a palavra. Se você não age assim, você está em pecado.

Da mesma maneira, o patrão que serve ao Senhor também deve ser diferente. As donas de casa, por exemplo, às vezes exploram as empregadas, não querem pagar os direitos devidos. Temos que ser justos.

Outro caso é o daqueles irmãos que querem prosperar sem trabalhar. Deus abençoa é o nosso trabalho, como diz no Sl. 128, e em Pv. 13:11; é pelo nosso trabalho que prosperaremos. Alguns chegam a querer ganhar com desonestidade, não tendo princípios éticos nem respeitando a lei, pois “todo mundo faz assim, porque não eu? “

Generosidade também faz parte da nossa vida cristã, a avareza não traz prosperidade.

Um exemplo comum no nosso meio é o de casais que não prosperam apesar de trabalhar, e trabalhar e trabalhar. Às vezes, as esposas não são cuidadosas com a casa, o marido dá duro para poder colocar as coisas necessárias dentro de casa e ela é relaxada, deixa desperdiçar produtos, alimentos, ou então, é preguiçosa, não cuida direito da casa, faz malfeito. É preciso ter disciplina e bom gerenciamento das coisas. Esse tipo de atitude é pecado contra você e sua família, a prosperidade não vem por causa da esposa. Algumas, gastam o que não podem, compram o que não precisam no supermercado, etc. São pequenas coisas, “pecadinhos”, que ao se juntarem podem fazer afundar a sua vida.

No aspecto familiar aliás, há muito pecado no nosso meio. Não é só adultério que é pecado, coisas pequenas do dia-a-dia também destroem lares. Por exemplo, o mal humor. Não é obrigação do seu cônjuge aguentar seu mal humor diariamente, não ponha sua confiança no fato de serem crentes. O casamento tem que ser edificado a cada dia, envolve muito perdão, é pedir perdão a toda hora, nos menores erros.

As mulheres são diferentes dos homens, não podem ser tratadas da mesma maneira; elas respondem à pressão de maneira diferente dos homens, são mais frágeis, românticas. Se você acha que só por estar junto há 10 anos, não precisa mais ser romântico, saiba que está pecando contra ela. Do mesmo modo, as mulheres muitas vezes ignoram seus maridos, pelas outras tarefas do dia. Assim como elas precisam muito de ouvir coisas, os homens precisam de toque, ele não é romântico mas precisa de toque, sua auto-estima é mais baixa.

Cuidado para não semear pecado no seu casamento.

O homem é o cabeça da casa, e a mulher tem que se submeter a ele.

Todos os dias temos que nos analisar e confessar os nossos pecados, inclusive as pequenas coisas, aquelas que nos parecem sem importância mas que vão minando a nossa vida.

Lembre-se: não é você que se muda, é Deus que muda você, se você se arrepender.

I Jo. 1 : 9 – ” Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.”

De todas as coisas que acabamos de tomar conhecimento, às vezes não tão novas assim, todas serão solidificadas em nossas vidas com a prática do dia a dia.

O Senhor Jesus quer fazer morada em sua vida realizando maravilhas que Ele, que morreu por nós, pode fazer.

Construa uma ponte permanente para Ele transitar em sua vida, amando-O e fazendo, para você e para os outros, as coisas que Ele gostaria que você fizesse em nome d’Ele.

Ser cristãos não é apenas um rótulo e sim um conjunto de atitudes que fazem diferença para si e para os outros.

Cuidado para não ficar julgando as pessoas de sua família, principalmente as já convertidas a Jesus Cristo, colocando o dedo em suas feridas, pois, com certeza, Deus também julgará a sua vida, na mesma proporção. Mt. 7:1-5.

Que o Senhor Jesus possa estar abençoando o seu dia a dia.

Pr. Davidson Freitas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.