Galeria

DOUTRINANDO – Sou divorciado. Posso casar-me novamente, de acordo com a Bíblia? – 18 de maio de 2013

SOU DIVORCIADO. POSSO CASAR-ME NOVAMENTE, DE ACORDO COM A BÍBLIA? –  18mai13.

Na vida dos cristãos existem circunstâncias desafiadoras, que nos levam a reflexões, principalmente quando nos deparamos com a separação/divórcio em nossas vidas ou somos questionados pelos membros de nossa igreja, com as seguintes indagações:

– Como vou viver agora?

– Sozinho?

– A minha vida acabou?

– Eu nem fui o culpado(a) pela separação! Foi ela(ele) que adulterou! E aí?

– Devo pagar pelos erros dos outros?

– Será que Deus quer que eu passe o resto de minha vida sozinho(a), sem ter motivado a separação/divórcio?

Deus, misericordioso como Ele é, não nos deixa sem respostas e através de Seus ensinamentos bíblicos nos permite encontrar um caminho seguro.

Ele nos ama incondicionalmente e quer o melhor para nós, filhos, e não nos desampara em momento algum.

Ele, também,  é fiel e justo para nos julgar, segundo a Sua Palavra e não segundo alguns formadores de opinião, com palavras e fundamentos EXTRA-BÍBLICOS, e, portanto, heréticos. Estes conduzem as suas congregações como se fossem deles e não do Senhor Jesus Cristo, cerceando-lhes até ao direito de usufruir da Ceia do Senhor, preceito bíblico que o Senhor estabelece, “Em Memória de Mim”.

O que se constata, com tristeza nos dias atuais, é que a propagação de igrejas fundadas, e por que não dizer: afundadas, em bases distorcidas ou desvirtuadas do verdadeiro sentido de um texto e/ou contexto do cânon santo, tem sido responsável pela assimilação errônea dos ensinamentos ali contidos.

O pior de tudo é que fazem isso em detrimento a interesses próprios,  esquecendo-se as vezes de adotar, também,  procedimentos idênticos em outras áreas da sua igreja, onde vemos pessoas exercendo cargos de confiança, sem a mínima condição moral e até legal. Pesos e medidas diferentes, infelizmente!

Jesus Cristo não fez juízo nem da mulher samaritana, perdoando-a  e amando-a de forma incondicional, pois ela  já havia tido cinco maridos e estava com outro que também não era seu marido. Jo. 4: 7-30.

Contemplei há algum tempo algumas orientações a respeito do assunto,  apresentadas pelo Ministério Casados em Cristo, postadas pelos pastores Ismael e Cleire que nos dão embasamentos bíblicos, bastantes coerentes aos meus conhecimentos bíblicos.

Assim, transcrevo aqui o conteúdo do assunto postado, reportando-me a alguns fatos ocorridos com alguns pastores meus conhecidos, que mudaram de opinião, quando a separação/divórcio bateu também à sua porta. Lamentavelmente!

Que o Senhor tenha misericórdia daqueles que estabelecem novas doutrinas e princípios bíblicos.

“Apocalipse, no capítulo 22, versículo 18:
Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro.”

Pr. Davidson Freitas.

Pergunta: “Sou divorciado. Posso casar-me novamente, de acordo com a Bíblia?”

Resposta: Frequentemente recebemos perguntas dizendo: “Divorciei-me por esta ou aquela razão. Posso me casar novamente?” ou “Já estou no segundo divórcio: o primeiro, por adultério de meu esposo, e o segundo por incompatibilidade. Estou namorando um homem que está no terceiro divórcio: o primeiro por incompatibilidade, o segundo porque ele cometeu adultério e o terceiro por adultério de sua esposa. Podemos nos casar?” Perguntas assim são muito difíceis de responder, pois a Bíblia não vai fundo em detalhes quanto aos motivos permitirem ou não que a pessoa se case após um divórcio.

O que sabemos com certeza é isto: Deus odeia o divórcio (Malaquias 2:16). É plano de Deus para um casal que permaneça casado enquanto os cônjuges viverem (Gênesis 2:24; Mateus 19:6). A única permissão específica para um segundo casamento após um divórcio é no caso de adultério (Mateus 19:9) – mas mesmo assim, isto é debatido entre os cristãos. Outra possibilidade é quando um cônjuge não cristão deixa seu cônjuge cristão (I Coríntios 7:12-15). Mas esta passagem não se dirige especificamente ao segundo casamento, mas apenas a continuar casado. A mim também parece que abuso físico, sexual, ou severo abuso emocional seriam motivos suficientes para o divórcio, e possivelmente um segundo casamento. Mas a Bíblia, entretanto, não traz este ensino, especificamente.

Dentro deste assunto, duas coisas sabemos com certeza: (1) Sim, Deus odeia o divórcio (Malaquias 2:16). (2) Deus é misericordioso e perdoador. Cada divórcio é resultado de pecado, tanto da parte de um cônjuge ou dos dois. Deus perdoa o divórcio? Claro que sim! O divórcio não é menos perdoável do que qualquer outro pecado. O perdão de todos os pecados está disponível através da fé em Jesus Cristo (Mateus 26:28; Efésios 1:7). Se Deus perdoa o pecado do divórcio, isto então significa que você está livre para se casar novamente? Não necessariamente. Às vezes Deus chama as pessoas para que continuem solteiras (I Coríntios 7:7-8). Estar solteiro é algo que não deve ser visto como uma maldição ou punição, mas ao invés disso, como uma oportunidade de servir a Deus de forma mais comprometida e incondicional (I Coríntios 7:32-36). Mas a Palavra de Deus nos diz que é melhor casar do que abrasar-se (I Coríntios 7:9). Talvez isto se aplique, às vezes, a um segundo casamento após o divórcio.

Então, você pode ou deve se casar novamente? Não posso responder a esta pergunta. Afinal, isto é entre você, seu cônjuge em potencial, e principalmente, Deus. O único conselho que posso dar é que você ore a Deus pedindo sabedoria a respeito do que Ele quer que você faça (Tiago 1:5). Ore com a mente aberta, e verdadeiramente peça ao Senhor que coloque Seu desejo em seu coração (Salmos 37:4). Busque a vontade de Deus (Provérbios 3:5-6) e siga Sua orientação. Este é o melhor conselho que posso dar.

Postado por Pr. Ismael e Pra.Cleire    

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.